Arquivo de outubro de 2010

29
out
Série MMM Retrospectiva: a decoração nas décadas passadas

Década de 90

Os anos 90 parecem estar logo ali, fresquinhos em nossa memória, lembranças de um passado recente. Também temos a sensação de que ele é o que mais se aproxima da decoração que podemos ver, atualmente, com suas características presentes em diversos lares. Entretanto, por mais recente que a década de 90 pareça ser, existem vários movimentos e tendências específicos da época que não se lembramos com clareza. Você sabe dizer quais são? Então, vamos lá!

É na década de 90 que profissionais da decoração conseguem se juntar para transformar este gosto comum em um verdadeiro negócio que gerava retorno. O profissional de decoração passou a ser valorizado e cada vez mais consultado para interferir nas composições das casas. Outra marca fortíssima dos anos 90 é o minimalismo, movimento que priorizava as formas simples e cores neutras.

Os objetos e a arquitetura, no minimalismo, visavam a uma redução visual de adereços e detalhes desnecessários em produtos e fachadas de casas e prédios. Muitas vezes, essa tendência ficou conhecida por valorizar a estética em detrimento do conforto. Os lofts também ganharam maior espaço, no Brasil e no mundo, reduzindo o tamanho e as divisórias das casas.

Nomes como Phillipe Starck e Norman Foster recebem destaque e prestígio, com peças icônicas que se tornaram objetos desejadíssimos da época. Como exemplo a luminária Miss Sissi de Starck, uma marca do minimalismo:

A madeira predominante nos ambientes é o pau-marfim, tanto no mobiliário quanto no piso, clareando as composições. O mix de estilos também é forte: peças de diversas tendências e proveniências diferentes são mantidas em um mesmo cômodo em plena harmonia.

A preocupação com o meio ambiente e culturas sustentáveis começa tímida na década de 90, ganhando mais força na transição 90-2000. Os Irmãos Campana se destacam no Brasil e no exterior com seus móveis e produtos explorando a sustentabilidade. Madeiras, plásticos e tecidos reutilizados eram transformados em peças incríveis nas mãos dos designers.

E você, sabe destacar algo a mais dessa época? Comente! =)

Poderá gostar também de:

27
out
Decoração com gesso

Já falamos aqui, no blog “Minha casa, minha cara”, sobre muitos acessórios decorativos, revestimentos, cores de tinta para as paredes, disposições de móveis… Mas ainda não tocamos em um assunto essencial para um ambiente bem decorado: o teto. Um teto bonito, além de bem iluminado com lustres sofisticados, deve apresentar alguns efeitos interessantes. E o responsável por tais efeitos é o gesso, material de grande versatilidade.

O gesso pode servir para embutir a iluminação, disfarçar vigas, fazer rebaixamento do teto ou molduras repletas de charme. Também pode substituir a madeira na confecção de prateleiras e nichos, de forma eficaz e econômica. Ele pode estar presente em qualquer cômodo da casa, desde banheiros e quartos até cozinhas e salas.

Para que a aplicação do material na sua casa fique de acordo com o que você imagina, é preciso procurar alguém que entenda do assunto. Mão de obra especializada é essencial para que o gesso emoldure seu teto de forma bonita e sem imperfeições. O seu pior inimigo é a umidade: o contato com a água pode ocasionar a formação de bolhas e, até mesmo, o rompimento do material.

Além de econômico, o gesso também é de aplicação rápida o que faz com que você economize tempo se quiser fazer uma reforminha básica no seu lar. Ao rebaixar o teto do seu ambiente com gesso, você obtém diversos efeitos: dar destaque à iluminação embutida, separar cômodos ou colocar algo em evidência.

As molduras servem para resgatar a atenção para o objeto emoldurado, sejam janelas, portas ou até mesmo home theaters.

E você, o que acha de um teto todo trabalhado com detalhes clássicos ou sofisticados? Lindo demais!

(imagens Casa.abril e Google Imagens)

Poderá gostar também de:

25
out
Bar em casa

Em filmes e novelas, ele é o maior sucesso. Perfeito para momentos de descontração com os amigos, o bar em casa traz sofisticação e beleza para o ambiente. Ele é ideal para que você possa servir aperitivos aos convidados antes do jantar, receber seus familiares ou então curtir um bom vinho a dois. Há coisa melhor?

Para montar um bar perfeito, você precisa estar certo do que procura: um lugar para um preparo de bebidas de forma rápida? Ou um ambiente agradável para passar algumas horinhas com os amigos? Depois de analisar de que forma irá usá-lo, basta escolher todos seus componentes. Um refrigerador pequeno pode ser interessante para manter algumas bebidas geladas, assim como uma pia para lavar os copos e as travessas. Se a sua ideia não é criar uma espécie de segunda cozinha, você também tem a opção de montar um “bar seco”, o que significa que ele não apresentará pia nem encanamentos.

Escolha o lugar ideal para montar o seu bar em casa: geralmente, eles são dispostos próximos a sala de jantar ou a sala de estar. Escolha uma parede com um espaço suficiente e a reserve para esse fim. Armários e cristaleiras serão necessários conforme o tamanho do espaço que você dispõe.

Garrafas de bebidas e copos diferentes são atrativos suficientes para deixá-lo ainda mais bonito. Acessórios específicos para esse local, como baldinho de gelo, travessas para petiscos ou uma adega para guardar o vinho são indispensáveis! Este da MMM é bonito e sofisticado:

Bancos altos e confortáveis são uma ótima pedida, assim como os estofados sofisticados e coloridos. Invista em um visual diferente e moderno para que seu bar só tenha a acrescentar na decoração. Na escolha do material da bancada, pense em materiais que sejam fáceis de limpar, como o granito.

De resto, enfeite-o bastante com porta-copos diferentes, um vaso transparente cheio de rolhas ou pôsteres de propaganda de bebidas! Solte sua imaginação e aproveite!

Você teria um bar desses em casa?

Poderá gostar também de: