Arquivo de janeiro de 2011

31
jan
Jardim de inverno

O jardim de inverno é a alternativa perfeita para quem mora em apartamento e não pode cultivar suas plantinhas no fundo de casa. Ele traz vida e encanto para dentro do apê, criando em algum cantinho um lugar todo especial e cheio de vida. Também é uma opção interessante para quem mora em casa: uma oportunidade de trazer as cores e o perfume do jardim para perto.

Se você mora em apartamento, um lugar bacana para o jardim de inverno é a varanda. Além de ser um lugar bonito para desfrutar de momentos tranquilos, ele recebe grande incidência de luz durante todo o dia, favorecendo o desenvolvimento das plantas. Caso você não goste muito da ideia de comprometer seu espaço da varanda para a montagem de um jardim, procure um lugar do seu apê que seja confortável e estratégico para trazer suas plantas.

É importante analisar alguns aspectos no momento de projetá-lo, como a iluminação, revestimento do piso, climatização, etc. A criação de um espaço ideal para que suas flores possam crescer sem criar problemas com o restante da decoração é essencial, por isso contar com uma boa ajuda profissional é indispensável.

Em casas, a mesma coisa: escolha um lugar estratégico para projetá-lo, ou embaixo de escadas, ou entre uma sala de estar e uma sala de jantar… Para ambientes mais escuros, pesquise a planta ideal: com mais resistência e menos necessidade de luz.

Para decorar esse ambiente, prefira os móveis adequados para jardim. Na Meu Móvel de Madeira, você encontra inúmeras opções, como a Linha Parati:

(Clique aqui e confira a Linha Parati no site!)

A Linha Recanto:

(Clique aqui e confira a Linha Recanto no site!)

Ou esta lindíssima bancada da Linha Herbarium para organizar seus vasinhos de forma bonita e agradável:

(Clique aqui e confira a Linha Herbarium no site!)

E você, cultiva plantinhas em algum lugar da sua casa? Conta pra gente!

Poderá gostar também de:

28
jan
Série MMM Cores na decoração

Harmonia das Cores: Análoga, Complementar e por Temperatura

Todos os dias, logo que acordamos, fazemos combinações variadíssimas de cores – desde a roupa que vestimos, até a roupa de cama que escolhemos para nosso quarto e as cores da mesa no momento das refeições. Muitas vezes, fazemos isso instintivamente, por intuição e bom-senso, até mesmo sem nos darmos conta.

Entretanto, como você já viu no post anterior, cada forma de combinação equilibrada, harmônica, recebe um nome específico com um grupo de regras próprias. Hoje, você vai conhecer mais três formas de harmonia:

Harmonia Análoga

Na harmonia análoga, uma cor primária é combinada com outras duas cores adjacentes a ela no círculo das cores. Na foto acima, podemos ver o azul (cor primária), o lilás e o verdinho-claro, em pleno equilíbrio, com a predominância do verde. O ambiente fica bonito e leve, com as cores e tons combinando entre si.

Harmonia por Temperatura

Uma das harmonias mais intuitivas é a por temperatura, que combina tons e diferentes cores do mesmo grupo: os frios com os frios e os quentes com os quentes. A foto acima traz um ambiente com cores frias predominantes, uma escolha completamente adequada para um quarto. Tais cores, como já vimos, transmitem tranquilidade e calma.

Nesta outra, podemos notar dois ambientes dominados por cores quentes, como o amarelo e o vermelho. Com uma boa distribuição, a composição não ficou pesada nem teve excesso de informação. O segredo para o equilíbrio nestes dois casos está no uso de cores neutras (branca e preta), dando uma quebrada nas tonalidades fortes.

Harmonia Complementar

É o uso de cores completamente opostas no círculo cromático, como é o caso do laranja e azul da foto acima. A combinação fica rica e bonita, com cores vivas e expressivas. Na foto abaixo, a combinação do vermelho com verde também fica superbacana. O legal dessa harmonia é explorar bastante as cores que, a princípio, não ficariam bem juntas, mas que, com alterações de tonalidade e disposição, encaixam-se perfeitamente.

Qual é a sua combinação preferida?

Poderá gostar também de:

27
jan
Idéias para cabeceiras

por Elisângela, do blog Cantinho da Eli

Oi gente!
Mta gente gostou das idéias que vimos aqui de como transformar portas em cabeceiras…
E lá no post eu havia prometido que postaria mais algumas idéias de cabeceiras bem legais!
Então lá vai…
É uma idéia mais linda que a outra gente…

- Uma moldura presa a parede com quadros apoiados e uma almofada amarrada nos ganchinhos que foram presos a moldura… não ficou fofo?

- Pra quem é apaixonada por tudo que é Vintage, que tal usar os lencinhos antigos pra fazer uma cabeceira super colorida, charmosa e exclusiva? (Gente o post é sobre cabeceiras, mas não dá pra passar batido as partes da bateria no lugar de criado mudo né? Eu ameiiiiiiii…)

- A mesma composição só que agora com quadros…

- E já que podemos usar as portas… porque não usar os biombos? Eu achei simplesmente um charme!!!

- Uma proposta totalmente rústica e linda… madeira de demolição, do jeito que veio da demolição mesmo, o charme é esse!

- E pra quem já tem a cabeceira ali no lugar dela e só quer dar uma cara nova… duas idéias super simples:
Um simples tecido com uma estampa que combine com o quarto jogado por cima da cabeceira ou então mais elaborado…acolchoado e preso a cabeceira. O visual fica super legal não acham?

- Super meigo as velinhas em cima da cabeceira e os adesivos que saem dela e sobem pela parede… (Só não pode acender as velinhas e deixar cair na cabeça heim gente…rsrs)

E ai gente…gostaram das idéias? Estou meio sumidinha mas não me abandonem tá?
Bjs

Hoje, quem aparece aqui no “Minha casa, minha cara” é a Elisângela, do blog Cantinho da Eli. Este post é meio antiguinho já, de junho de 2010, mas o assunto é tão bacana que vale a pena repostá-lo aqui! O blog da Eli é muito legal, um cantinho cheio de personalidade e muito envolvente. Quando você lê os posts da Eli, parece estar conversando com ela e tomando um chá. =) Fica aqui a dica de visita!

Poderá gostar também de: