Arquivo de janeiro de 2012

31
jan
Produto da Semana MMM

Estante Libro

A Linha Libro já tinha produtos incríveis, né? Tipo os lindos e versáteis Cavaletes, que permitem várias possibilidades na decoração. Agora ela ficou ainda mais completa com o lançamento da Estante Libro:

Com cinco compartimentos para guardar livros, revistas ou acessórios decorativos, a Estante Libro se sobressai nos detalhes. Dá pra ver logo de cara, só na primeira olhadela. As prateleiras têm um desenho todo diferenciado, com um leve desnível no final, só pra dar um charme. Além disso, cada prateleira vem com um trilho comandado por um cubo de madeira, todo moderninho. Este cubo corre pelos trilhos com a função de segurar sua coleção de livros. Olha só a foto do detalhe:

Coisa marlinda! Para decorar o homeoffice, sala de estar, quarto ou biblioteca pessoal em grande estilo. Disponível nas cores branca e cerezo, para combinar com qualquer decoração e estilo decorativo.

Gostou? Conta pra gente!

Poderá gostar também de:

30
jan
Promoção Dia da Saudade

Hoje, dia 30/1, é comemorado o Dia da Saudade. E tem sentimento mais único do que esse? Tão único e significativo que até ganhou nome próprio na nossa língua. E por mais que muita gente associe a saudade com tristeza e nostalgia, ela está bem longe de ser algo ruim – muito pelo contrário. A saudade é um sentimento gostoso, que nos mostra o quanto determinada coisa foi boa e importante na nossa vida – por isso agora sentimos tanta falta.

E dá pra sentir saudade de basicamente tudo o que nos rodeia: um lugar, uma pessoa especial, um cheiro, um sabor… E até mesmo um móvel. Sabe? O primeiro móvel de madeira que você comprou com o seu próprio dinheirinho e que agora não está mais com você. Ou a cadeirinha que você tinha no seu quarto, quando criança. Um baú de madeira onde você guardava seus brinquedos. Ou a antiga penteadeira que te acompanhava nos deliciosos momentos de pré festa.

Afinal de contas, nossos móveis não só embelezam nossa casa, como também marcam uma época da nossa vida e participam de momentos importantes dela.

É por isso que, embalados nesta atmosfera saudosista, convidamos você a contar sua própria história. Sim! Neste Dia da Saudade queremos saber de qual móvel você sente falta e porque ele marcou a sua vida. Para isso, basta acessar os comentários desse post e contar sua história com bastante carinho. =]

As três histórias mais emocionantes, irão para uma enquete onde vocês escolherão a vencedora. E sabe qual será o prêmio? Um móvel da Linha Redesign Cimo à escolha do ganhador. Presente melhor do que esse, impossível!

Afinal, nenhum prêmio seria mais saudosista do que nossos incríveis móveis inspirados em produtos da antiga Fábrica de Móveis Cimo. Eles são especiais, com um design todo diferenciado, e com certeza construirão muitos momentos inesquecíveis na sua casa. Dignos de saudades futuras.

Bora participar e colocar toda esta saudade pra fora? Então leia o regulamento abaixo com bastante atenção e boa sorte!

REGULAMENTO

  • O produto não poderá ser trocado por dinheiro ou qualquer outro tipo de benefício na Meu Móvel de Madeira. Apesar da gente saber que você não vai querer trocar um móvel da Redesign Cimo por nada!
  • Você poderá escrever sua história cheia de saudosismo nos comentários a partir de hoje. O prazo para compartilhar nos comentários vai só até às 23h do dia 5/2, domingo. Fique atento!
  • Não esqueça de preencher todos os campos com seus dados no formulário do comentário, para que possamos entrar em contato com você sem dificuldades.
  • Cada pessoa só pode comentar UMA única vez. Se seu comentário não apareceu ainda, é porque ele está aguardando a aprovação – não precisa se preocupar que logo, logo ele já aparece.
  • No dia 6/2, segunda-feira, publicaremos uma enquete com as três melhores histórias para serem votadas pelo público. A votação ficará aberta até o domingo, dia 12/2, às 18h.
  • No dia 13/2, segunda-feira, iremos divulgar o ganhador que levará pra casa este presentão da MMM – fique ligado, pois esse vencedor pode ser você!

Não deixe de participar!

Boa sorte! =)

Poderá gostar também de:

27
jan
Série MMM Decoração Brasileira

A gente já “fuxicou”, já fez crochê e já decorou a casa de verde azul e amarelo. Tudo para mostrar formas diferentes, para todos os gostos, de abrasileirar um pouquinho a nossa decoração. Hoje, voltamos a falar de um artesanato que mora nos nossos corações e que arranca suspiros tanto na moda quanto na decoração. <3
Preparada? Então vamos lá!

Renda

(Flickr)

A renda chegou aqui no Brasil junto com os portugueses na época da colonização, mas sua origem é muito mais antiga. A rainha francesa Catarina de Médici, por exemplo, já desfilava entre os nobres toda trabalhada na renda, com aplicações em lindos (e pesados) vestidos.

Aqui na terrinha ela foi incorporada fortemente no Nordeste, onde a técnica usada era a renda de bilros. Nela, o trabalho artesanal é feito sobre uma almofada, onde o rendeiro fixa partes do tecido na almofada e trabalha com várias linhas que passam dentro de bilros, pequenos fusos de madeira furados. É com a movimentação dos bilros que o desenho da renda vai cuidadosamente se formando:

(Sonia Novaes)

Ela também pode ser confeccionada com agulha, técnica que assim como o bilro, demanda muita paciência e cuidado. O resultado é aquele tecido lindo que a gente tanto conhece, um tanto transparente e bem delicado. Ano passado, a renda invadiu os guarda roupas da mulherada e parece não ir embora tão cedo. Ainda bem.

(Fonte)

Na decoração ela pode ser usada  de várias formas: em aplicações em capas de almofada, decorando velas e outros acessórios decorativos, em cortinas, toalhas de mesa, luminárias, etc. Isso porque além de ser usada em tecidos, ela também é reproduzida em vidros e porcelanas, inspirando criações em outros materiais.

Para decorar de um jeito bem brasileiro, é só misturar a renda com outros itens que remetem a nossa cultura, como as estátuas de argila, os amados e versáteis cestos de vime ou cores quentes e estilo rústico. Assim a decoração fica bem caracterizada e cheia de personalidade:

(Izabelle Nossa)

Apesar de delicada, leve e romântica, a renda pode ficar pesada se usada em excesso em um ambiente. Por ter muitos detalhes, ela acaba roubando a cena e ficando bem marcada. Por isso é bom usá-la aos pouquinhos, dando um charme aqui e ali – sem querer se empolgar muito e usá-la em tudo que é canto.

(Casa Claudia)

(Izabelle Nossa)

Você também acha a renda a cara do Brasil? Como você a utiliza na decoração da sua casa? =)

Poderá gostar também de: